» » » Suspeito de atacar ex com ácido afirma em depoimento que queria 'dar um susto'

Analisa Sobreira, gestora do Departamento de Polícia da Mulher e a delegada Bruna Falcão, responsável pelo casoFoto: Caio Danyalgil / Folha de Pernambuco                                                
Em coletiva de imprensa nesta terça (9), a delegada da Mulher do Recife, Bruna Falcão, deu mais detalhes sobre o caso do homem que atacou a ex-companheira com um ácido no rosto. A delegada detalhou o depoimento dado por William César dos Santos Júnior, 27, à polícia após se entregar, na última segunda-feira (8).
O ex-companheiro de Mayara Estéfane Araújo, 19, disse que sua intenção era "dar um susto" na vítima. Ele também afirmou estar arrependido e decidiu se entregar por sofrer ameaças. "Ele [William] se disse extremamente arrependido e alegou que o principal motivo era o pouco acesso que tinha ao filho", afirmou a delegada. 
William disse também que planejou a ação após um desentendimento no dia 1° de julho. Inicialmente teria comprado o ácido para desentupir uma encanação em casa e, ao perceber que queimava, decidiu jogar na vítima.
Ainda durante o depoimento, William negou que tenha participado da execução do crime. "Ele disse que deu a garrafa com o ácido sulfúrico a Paulo [Henrique Vieira dos Santos, 23], mas fugiu porque não quis nem ver ele jogando a substância nela", informou a investigadora.
Mayara teve 38% do corpo queimado e está internada no Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área central do Recife. Segundo a assessoria da unidade de saúde, o quadro clínica dela segue grave. Ela encontra-se entubada da UTI.
Sobre as versões de quem teria jogado, a delegada disse que vai ouvir nesta terça (9) uma testemunha que teria presenciado o crime.
Durante o tempo em que ficou foragido, William disse ter ido primeiro a Itamaracá e ficou vagando pela Praia do Pilar. Ele falou ainda que, ao não conseguir uma vaga em alguma pousada, voltou a Recife já na madrugada de sexta-feira (5), após o crime. Até o momento de se entregar, teria mudado de local várias vezes.


Postado por Júnior Silva em Limoeiro/PE em terça 09 / julho de 2019

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga