» » » Náutico mantém silêncio sobre dinheiro da venda de Erick

Erick marcou nove gols pelo clubeFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco                                       
Não negou, tampouco confirmou. A diretoria do Náutico optou pelo silêncio sobre as notícias envolvendo o recebimento do valor da venda de Erick para o Braga, de Portugal, acertada em agosto do ano passado. O clube europeu admite que transferiu parte da quantia total (pouco mais de R$ 1 milhão). Os alvirrubros, por outro lado, evitam citar o assunto.

“Esse é um assunto jurídico do clube e não vai ser tratado abertamente. Os problemas de bloqueio surgiram devido a se falar sobre as transações. Estamos lidando com crédito, débito e bloqueio”, afirmou o vice-presidente do clube, Diógenes Braga. 

A situação envolvendo a venda de Erick está a cargo do vice-presidente do Conselho Deliberativo do clube, Ivan Pinto da Rocha. Procurado pela reportagem da Folha de Pernambuco, Rocha indicou que não gostaria de falar sobre o assunto.

Alívio

Bastante emocionado após a classificação do Náutico à próxima fase da Copa do Brasil, no empate em 1x1 com o Cordino/MA, no Castelão, Diógenes não escondeu que uma eliminação precoce prejudicaria todo o planejamento do clube para 2018. 
“Se tivéssemos perdido a classificação, seria uma frustração grande. A importância era grande por conta de todo o projeto. Tivemos muitos jogadores sem condições de entrar em campo. Não tínhamos Fernandinho, nem Medina. Depois perdemos Jefferson. Os jogadores estavam extenuados de tanto correr. Sabíamos que o começo seria pesado e que precisaríamos usar todo o elenco. Vai jogar todo mundo. Se está no elenco, tem condições de vestir a camisa”, completou.

Fonte Folha de Pernambuco
Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE), quinta, fevereiro 01/2018

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga