» » » Leão chega perto do empate, mas sofre derrota no fim

Visitantes entraram em campo com três volantes, mas não seguraram os donos da casaFoto: Divulgação/Atlético-PR                                
Apesar de ter entrado em campo na condição de visitante, o fato de estar em uma inglória luta contra o rebaixamento exigia do Sport a busca pela vitória. O futebol desempenhado pela equipe, nesta tarde, na Arena da Baixada, em Curitiba, demonstrou que esta era a meta leonina. Mas ela não aconteceu. Após sair atrás do marcador, com o gol de Lucho González, do Atlético/PR, os pernambucanos conseguiram o empate, com Diego Souza. Mas, nos minutos finais, a derrota acabou acontecendo, com tento de Gedoz. Apesar da derrota por 2x1, o Leão continua respirando fora da zona de rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro. O clube está com 35 pontos, na 15ª colocação.

O Sport seguiu a cartilha de um bom visitante no primeiro tempo. Escalado com três volantes – Anselmo, Patrick e Rithely -, o Leão buscou a marcação e subiu em contra-ataques. Por outro lado, o Atlético/PR fez questão de ser um anfitrião incômodo. Boas chances foram criadas pelo Furacão, que encontrou em Magrão uma barreira. Ao final dos primeiros 45 minutos, a posse de bola foi equilibrada, com 55% para os curitibanos contra 45% em favor dos pernambucanos. No geral, foram dez finalizações de ambos os lados: seis para os atleticanos (sendo duas no gol) e quatro para os leoninos.

Em momentos do primeiro tempo, o jogo ficou bastante igual. O nível técnico das duas equipes também oscilou, apesar de que o Atlético/PR sempre esteve mais próximo do primeiro gol que o Sport. Conseguindo “sofrer” o jogo, o Leão levou o placar de 0x0 para o intervalo. Na volta para o segundo tempo, o cenário se manteve o mesmo. Mas, ao contrário das boas defesas protagonizadas por Magrão, que salvou o time no primeiro tempo, o goleiro rubro-negro não conseguiu impedir o gol do Furacão, aos 15 minutos.

Após receber uma bola de Ribamar, o meia Lucho González emendou de primeira e não deu chances ao goleiro do Sport. 1x0. Com a desvantagem no marcador, Vanderlei Luxemburgo decidiu ousar. O treinador abdicou de um dos três volantes – no caso, Anselmo – e mandou a campo o atacante Rogério. E o jogador entrou inspirado. Isso porque, aos 25 minutos, o atacante fez uma jogada pela esquerda e acabou derrubado na área. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Diego Souza pegou com categoria na bola e empatou o marcador. A igualdade no placar fez o Leão gostar do jogo. Nos últimos minutos, no entanto, o castigo. Após pênalti, Felipe Gedoz deu números finais ao jogo. 2x1

FICHA TÉCNICA:

2 ATLÉTICO/PR
Weverton; J. Ivaldo, Wanderson, T. Heleno e Fabrício; Pavez, Lucho (Matheus Rosseto), Nikão (Sidcley) e Guilherme; Coutinho (Gedoz) e Ribamar. Técnico: Fabiano Soares 

1 SPORT
Magrão; Samuel Xavier, Durval, Henríquez e Mena; Anselmo (Rogério), Patrick, Rithely e Diego Souza; Osvaldo (Juninho) e André (Rodrigo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP) 
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo e Daniel Paulo Ziolli (Ambos de SP)
Gols: Lucho González (aos 15 do 2ºT); Diego Souza (aos 25 do 2ºT); Gedoz (aos 41 do 2ºT)
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Henríquez (Sport)
Público e renda: Não divulgados

Fonte Folha de Pernambuco
Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE), em domingo, outubro 22/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga