» » » » Empresário é preso pela PF na terceira etapa de ação contra fraudes em prefeitura de PE

Agentes federais e servidores da COntroladoria Geral da União participam de operação em Pernambuco (Foto: Polícia Federal/ Divulgação)                 
A Polícia Federal em Pernambuco (PF) prendeu, na manhã desta sexta-feira (29), um empresário suspeito de envolvimento em corrupção e desvios na Prefeitura de Lagoa do Carro, na Zona da Mata Norte do estado, distante 60 quilômetros do Recife. Considerado um dos líderes da organização criminosa, ele é o principal alvo da terceira etapa da ‘Operação Mata Norte’, que cumpriu também três mandados de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento.
Os agentes deram cumprimento, ainda, a cinco mandados de busca e apreensão. Eles estiveram em residências e estabelecimentos comerciais do empresário. As ações ocorreram nos bairros de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, e de Casa Forte, na Zona Norte. O esquema envolvia políticos e empresários e atuava no desvio de recurso de merenda escolar. Estima-se, a princípio, um prejuízo de R$ 512 mil.
Participaram dessa fase da ‘Operação Mata Norte’ 28 policiais federais. Eles foram distribuídos seis equipes e estiveram acompanhados por quatro auditores da Controladoria Geral da União (CGU).
A nova fase da ação foi deflagrada após análise do material apreendido nas etapas anteriores. Foram constatadas, segundo a PF, destruição de provas pelo empresário preso nesta sexta.
Ele também passou a pernoitar em locais diversos após a deflagração da primeira fase da operação, como hotéis e residências de familiares. A Polícia Federal revela que ele subtraiu e retirou provas do seu apartamento, ocultado veículos de luxo de sua propriedade, mas que se encontram registrados em nome de terceiros.

Fonte Globo.com
Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE), em sexta, setembro 29/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga