» » » Náutico volta a vencer e abandona a lanterna da Série B

Jogadores festejam gol junto à torcida do NáuticoFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco             
A agonia, enfim, parece dar uma trégua ao Náutico. Na noite desta terça (15), o Timbu mostrou que sua reação na Série B não é mero fogo de palha e venceu mais uma vez. A terceira vitória nos últimos quatro jogos. A "vítima" da vez foi o Figueirense, que perdeu por 2x0 na Arena de Pernambuco. Os gols do confronto foram anotados pelo meia Giovanni e o veterano atacante William. Com o resultado, os alvirrubros chegaram a 17 pontos e, provisoriamente, deixaram a lanterna da Série B. 

O Náutico começou a peleja como era de se esperar de uma equipe no desespero. Postada ofensivamente, brigando pelas sobras de bola, ainda que pecasse na qualidade. E o placar não tardou a ser aberto. A primeira grande chance saiu em um lance de bola parada. Erick bateu escanteio rasteiro, para a entrada da área. Giovanni, que voltava após um mês parado por conta de lesão, ajeitou com a esquerda e bateu forte com a direita, sem chances para Saulo, aos 17 minutos de jogo.

Os visitantes responderam pouco depois com Luidy, que mandou para fora. Não demorou muito para o Timbu retomar as ações do jogo. E o segundo gol também aconteceu sem muita demora. Aos 31 minutos, Giovanni, sem dúvidas o nome do jogo, descolou um belo passe, da intermediária, que cortou a linha de defesa do Figueirense. Breno Calixto ficou com a bola e rolou para o estreante William, livre de marcação, estufar as redes e fazer 2x0 para os alvirrubros.

Mesmo em vantagem, os donos da casa não arrefeceram. Seguiram dominando o duelo e criando as melhores oportunidades de gol. Gilmar ficou livre na cara de Saulo após passe longo, mas bateu fraco e o goleiro do Figueira evitou o terceiro. No segundo tempo, o Náutico não só continuou superior, como ainda conseguiu ser mais criativo do que na etapa inicial. Logo no início, Erick fez boa jogada individual e mandou forte, de dentro da área, exigindo reflexos rápidos do goleiro adversário.

A pressão dos mandantes continuou. Feliphe Gabriel, em cabeçada, tirou tinta da trave rival. Em contra-ataque, Giovanni recebeu grande lançamento de Erick, teve a chance de anotar mais um, mas parou em Saulo, em noite inspirada. Pouco antes dos 30 minutos, Naylhor tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Foi praticamente a confirmação da vitória alvirrubra. Ainda houve tempo para o Náutico fazer mais gols, mas o goleiro do Figueirense evitou uma goleada. No fim das contas, o 2x0 acabou sendo pouco, porém suficiente. 

FICHA DO JOGO -

Náutico 2
Jefferson; Joazi, Breno, Feliphe Gabriel e Ávila; Amaral, Diego Miranda e Giovanni (Cal Rodrigues); Erick (Gerônimo), Gilmar (Iago Silva) e William. Técnico: Roberto Fernandes

Figueirense 0
Saulo; Bruno Santos (Lucas Silva), Leandro Almeida, Naylhor e Julinho; Zé Antônio, Dudu Vieira e Patrick; Luidy (Ferrugem), Zé Love (Renan Mota) e Henan. Técnico: Milton Cruz

Local: Arena de Pernambuco
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL). Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araujo e Wagner Jose da Silva (ambos de AL)
Gols: Giovanni, aos 17 minutos e William, aos 31 do 1ºT.
Cartões amarelos: Zé Love, Luidy, Naylhor, Dudu Vieira, Zé Antônio (F); Breno Calixto (N). Cartão vermelho: Naylhor (F)
Público: 3.682. Renda: R$ 17.990,00

Fonte Folha de Pernambuco
Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE) em terça, agosto 15/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga