» » » Sport vence a chuva, goleia o Atlético/GO e volta ao G6

Sob chuva, a alegria rubro-negraFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco                             
A tirar pelo gramado encharcado desta noite, o Sport trocou o seu mascote de Leão para Poseidon, o deus dos mares na mitologia grega. Debaixo de muita água, o Leão dominou a "maré", apostou nas bolas aéreas e goleou o lanterna Atlético/GO pro 4x0, nesta quinta-feira (20), na Ilha do Retiro. Dos quatro tentos anotados, três vieram de cruzamentos, evitando assim o contato com o gramado recheado de poças. O suspiro de arte veio somente no último gol, anotado de forma belíssima por André, que chegou aos oito gols e entrou de vez na briga pela artilharia da Série A. Com a vitória, o Leão chegou aos 24 pontos e encerrou esta 15ª rodada no G6, na zona da Pré-Libertadores. 

Quando ao jogo, nem mesma a recente reforma feita foi suficiente para deixar o gramado em boa condição de jogo. Com as fortes chuvas que caíram durante quase todo o dia de ontem na região metropolitana do Recife, alguns pontos encharcados eram inevitáveis no campo, principalmente pelo meio. Com isso, a jogada aérea era a principal arma das equipes a fim de driblar o melhor marcador da partida: a água. E foi assim que os visitantes quase surpreenderam e abriram o placar, logo aos três minutos, com Walter acertando o travessão após desvio no escanteio cobrado. Na mesma moeda, o Sport conseguiu abrir o placar. Em cruzamento de Mena, Patrick bateu de primeira para fazer 1x0. Em seguida, a chuva apertou ainda mais, castigando a qualidade técnica do jogo.

Prático, o Leão continuou sabendo jogar na sua jaula alagada. E novamente com Mena servindo de garçom, servindo a sua terceira assistência nesta Série A, com Diego Souza subindo mais alto que o zagueiro para ampliar o placar aos 18 minutos. Novamente, o Dragão criou, mas não soube aproveitar, com Paulinho desperdiçando de frente para Agenor. Como castigo, mais um gol. E adivinha como... Bola aérea. Em bola levantada por DS87, André se esticou todo para empurrar para o fundo do gol, ampliando o marcador para 3x0.

Na etapa final, o desgaste físico provocado pelo campo pesado acabou derrubando ainda mais a qualidade técnica da partida. Sem eficiência, o Atlético/GO não conseguia levar perigo ao gol de Agenor. Sem muito esquema tático que conseguisse vencer as poças de água, A tônica da partida virou muita disputa física, sobrando transpiração e faltando inspiração. Até que aos 35 minutos veio um sopro de talento. Em lançamento longo, André partiu em velocidade e percebeu o goleiro adiantado, dando um lindo toque de cobertura para finalizar a goleada leonina com chave de ouro.

FICHA TÉCNICA
Sport 4
Agenor; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Henríquez e Mena (Sander); Patrick, Rithely, Diego Souza (Rodrigo), Everton Felipe e Rogério (Lenis); André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Atlético/GO 0
Kléver; André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Breno Lopes; Marcão (Silva), Igor, Niltinho (Everton Heleno), Paulinho (Andrigo) e Jorginho; Walter. Técnico: Doriva.

Local: Ilha do Retiro (Recife). 
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA). 
Assistentes: Helcio Araujo Neves e Jose Ricardo Guimaraes Coimbra (ambos do PA). Gols: Patrick (aos 6 do 1ºT), Diego Souza (aos 18 do 1ºT) e André (aos 40 do 1ºT e aos 35 do 2ºT). 
Cartões amarelos: Everton Felipe e Rithely (Sport). Igor (Atlético). 
Público: 9.748. Renda: R$ 194.049,00

Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE) em sexta, julho 21/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga