» » » Náutico sofre mais uma derrota como mandante na Série B

Náutico perde para o Criciúma na Arena de PernambucoFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco                   
A via crúcis do Náutico no Campeonato Brasileiro continua. Após ter evoluído nas últimas rodadas, o Timbu buscava, enfim, vencer o primeiro jogo em casa na Série B. Não deu certo. Os alvirrubros foram batidos pelo Criciúma, por 2x1, neste sábado (29) e seguem na última posição do torneio, com míseros oito pontos em 17 rodadas.

Ocupando a lanterna da Série B, o Náutico entrou em campo como sempre: precisando desesperadamente da vitória. Dentro de campo, contudo, parecia mais que o Timbu vivia situação confortável, tamanha a apatia com que começou o duelo. Melhor para os visitantes, que não tiveram dó do desleixo alvirrubro.
Com apenas dois minutos de jogo apenas, o Criciúma balançou as redes. Após um escanteio, a bola sobrou para Silvinho bater, de fora da área. O chute desviou em Diego Giaretta e enganou Tiago Cardoso, balançando as redes. Os alvirrubros reclamaram impedimento, mas Ávila dava condições de jogo ao adversário.
Mesmo em desvantagem no placar, os donos da casa tinham sérias dificuldades em esboçar reações. Prova disso é que o primeiro tempo foi morno e sonolento. A única chance de gol veio em um chute cruzado do lateral-direito Léo, que Luiz defendeu. O Criciúma respondeu com Caio Rangel, mas Tiago Cardoso evitou o segundo gol.
No intervalo, o técnico Beto Campos tirou Jobson para a entrada de Bruno Mota. Foi o suficiente para o Timbu mudar completamente de postura. Em um minuto, Erick tinha perdido chance incrível, chutando em cima de Luiz. Pouco depois, contudo, uma bola alta sobrou para o próprio Erick, que emendou uma bicicleta e fez um golaço.
Apesar de ter reagido, os alvirrubros parecem ter se esquecido que suas alegrias duram pouco nesta Série B. Quatro minutos após o gol de empate, Silvinho tabelou com Jocinei. Léo cochilou e o mesmo Silvinho recebeu na frente de Tiago Cardoso, para fazer, com tranquilidade, 2x1 a favor do Tigre.
O Náutico, visivelmente melhor em relação ao primeiro tempo, seguiu indo para cima. Léo perdeu grande chance ao bater em cima de Luiz. Depois, Aislan cobrou falta com força e o goleiro do time catarinense fez outra ótima defesa. A pressão não funcionou e o Timbu sofreu nova derrota, chegando a quase quatro meses sem vencer em casa.
FICHA DO JOGO:

Náutico 1
Tiago Cardoso; Léo, Aislan, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila; Amaral, Jobson (Bruno Mota) e Diego Miranda (Vinícius); Erick, Iago e Gilmar. Técnico: Beto Campos

Criciúma 2
Luiz; Diogo Mateus, Nino, Edson Borges e Diego Giaretta; Barreto (Erick Flores), Jonatan Lima e Jocinei (Ricardinho); Silvinho (Alisson Farias), Caio Rangel e Lucão. Técnico: Luiz Carlos Winck

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima. Assistentes: Leirson Peng Martins e Lucio Beiersdorf Flor (ambos do RS).
Gols: Silvinho, aos dois minutos do 1ºT; Erick, aos seis minutos; Silvinho, aos oito minutos do 2ºT.
Cartões amarelos: Jobson, Bruno Mota (Náutico); Ricardinho (Criciúma).
Público: 4.085. Renda: R$ 23.110,00.    
Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE) em sábado, julho 29/2017 

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga