» » » Náutico e Santa Cruz ficam em 0 a 0 insosso na Arena de Pernambuco

Empate por 0 x 0 não foi boa para nenhuma das equipesFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco                                        
A rede não balançou no Clássico das Emoções. Neste sábado (15), Náutico e Santa Cruz ficaram no empate por 0x0 na Arena de Pernambuco, no penúltimo encontro entre as duas equipes no ano. O Timbu segue sem vencer em casa, enquanto que a Cobra Coral teve seu segundo empate seguido.
O jogo começou equilibrado, assim como a presença da torcida nas arquibancadas da Arena. Nos dez primeiros minutos, o time tricolor tentava atacar com velocidade pelas laterais, sempre buscando um cruzamento para Halef Pitbull na área. Já o Náutico encontrava dificuldades para passar pela defesa do Santa, e não conseguia arrematar para gol.

As jogadas criativas do Timbu passavam principalmente pelos pés do atacante Erick, que sozinho, tentava se desvencilhar da forte marcação coral. A ausência de Gilmar, lesionado, parecia fazer grande diferença no time alvirrubro, ao menos no começo da primeira etapa. 
E quem respondia era o Santa. Na primeira boa chance do jogo, após veloz tabela pela esquerda aos 22 minutos, Augusto saiu sozinho cara a cara com Tiago Cardoso. O atacante coral, porém, chutou no meio, facilitando a defesa do goleiro adversário.
Quatro minutos depois, outro susto para a torcida alvirrubra: Jaime, de cabeça, fez a bola passar rente à trave do gol do Náutico. Com o jogo mais equilibrado novamente, o Timbu sofreu um baque, pois o meia Giovanni sentiu lesão e foi substituído. A cadência de bola no meio-campo, que já não era das melhores, acabou piorando.
A saída para os donos da casa era a ligação direta e os chutes de fora da área. Foi de um destes que veio a melhor chance do time na primeira etapa, aos 42 minutos: Jobson, de longe, chutou próximo à trave esquerda de Julio Cesar. Após isso, a equipes permaneceram empatadas até o fim da primeira etapa.
No segundo tempo, o Timbu começou mais veloz. Logo no primeiro minuto, Diego Miranda, que havia entrado no lugar de Giovanni, arriscou chute de fora da área, levando certo perigo. 
No minuto seguinte o Santa Cruz respondeu, com bastante perigo. Após levantamento feito por João Paulo, a bola foi desviada pela zaga do Náutico e sobrou para Augusto, que rente à trave, jogou para fora.
A partida ficou mais aberta, com o técnico Timbu, Beto Campos, fazendo uma alteração mais ofensiva em virtude da lesão do lateral Léo Carioca (entrou o estreante Leilson). O jogo esquentou, e o Santa buscava um melhor aproveitamento no ataque. Givanildo tirou Augusto, que não vinha bem na partida, e colocou Willian Barbio, dando maior gás à ponta esquerda tricolor.
Aos 27 minutos, quem chegou com perigo foi o Náutico. Depois de cruzamento de Ávila, Alison subiu mais que a zaga coral e cabeceou no ângulo. Julio César pulou e fez uma grande defesa, mandando para escanteio.
A ótima chance incendiou a torcida do Timbu, que tentava empurrar o time para a primeira vitória em casa. O Santa Cruz, por sua vez, se retraía, tentando uma boa chance no contra-ataque.
A partida foi chegando aos minutos finais, mas a rede não balançava. O Tricolor se lançou à frente, mas não conseguiu marcar. O Náutico também não mexeu no marcador, e assim terminou o penúltimo Clássico das Emoções do ano: zerado. 
O resultado deixou o Timbu na 20ª posição, com 7 pontos. Já o Santa Cruz é o 9º, com 19. Na próxima rodada, na terça-feira (18), o Náutico viaja até Belém para encarar o Paysandu, no Mangueirão. Já o Santa Cruz permanece no Recife, onde recebe o Vila Nova, também na terça, na Arena de Pernambuco. 
FICHA DE JOGO
Náutico 0
Tiago Cardoso; Sueliton, Breno Calixto, Feliphe Gabriel e Léo Carioca (Leilson); Amaral, Jobson (Cal Rodrigues), Henrique Ávila e Giovanni (Diego Miranda); Erick e Alison. Técnico: Beto Campos
Santa Cruz 0
Júlio César; Gabriel Vallés, Bruno Silva, Jaime e Tiago Costa; Wellington Cézar, Derley e João Paulo; André Luís (Júlio Sheik), Halef Pitbull e Augusto (Willian Barbio). Técnico: Givanildo Oliveira.
Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata/PE)
Horário: 16h30
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Edson Antonio de Sousa (ambos de GO)
Cartões Amarelos: Gabriel Vallés, Tiago Costa, Jaime (Santa Cruz) / Jobson, Breno Calixto, Cal Rodrigues, Sueliton (Náutico)
Cartões Vermelhos: nenhum
Gols: nenhum
Público: 13.450
Renda: R$173.680,00


Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE), domingo, julho 16/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga