» » » » ENCERRAMENTO DA XII CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Fotos: Rayane Souza/Departamento de Imprensa              
Foi realizada nesta quinta-feira (27), no Instituto Padre Luís Cecchin (IPLC), o encerramento da XII Conferência Municipal de Assistência Social. Quem abriu o evento foi a secretária da pasta, Cristiane Barbosa. "Esta conferência é considerada uma das maiores do Estado", destacou. De acordo com ela, a causa do encontro é nobre. "É essencial atender a população com qualidade e eficiência, e estabelecer um diálogo importante para garantir nossos direitos e o futuro de nossos filhos, netos, enfim, das próximas gerações. A participação popular é muito importante para fazer uma política de assistência social com eficácia", ressaltou. Uma das palestrantes, a assistente social Mirela Vilar, afirmou que as conferências sobre este tema são importantes centros de debates, pois reúnem propostas pertinentes para os municípios. "É momento para os usuários, trabalhadores e entidades socioassistenciais dialogarem sobre a efetivação da garantia de direitos. O tema é bem pertinente para o momento econômico e político do país. Vivemos numa conjuntura em que nossos direitos estão ameaçados", discursou. "Os assistentes sociais são instrumentos da garantia dos direitos dos usuários", pontuou.

Mirela apontou que, apesar de serem da década passada - portanto, recentes - as políticas públicas de assistência social já rendem frutos e, agora, precisam ser garantidas enquanto série de direitos dos cidadãos. "O acesso da população a este plano foi garantido com a implantação dos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) e CREAS (Centros de Referência Especializados em Assistência Social) nos municípios. É necessário aprimorar os serviços a partir do contexto da desigualdade e da exclusão e, também, qualificar a oferta dos serviços de assistência social nos territórios. Precisamos garantir os serviços a partir das demandas dos usuários", concluiu. Para a representante da Instituição Espírita Adolfo Bezerra, do Alto de São Sebastião, Fátima Lúcia, o evento foi muito proveitoso: "Estou muito satisfeita, pois a população aderiu a esse movimento. É uma oportunidade de debater e conversar, levando para a plenária estadual o que fizemos aqui", enfatizou. Outro participante dessa ação, o estudante do projeto Limoeiro Construindo o Futuro (LCF), Fernando César, também expressou sua opinião sobre a conferência: "Gostei muito da organização e das pessoas que estiveram aqui, pois todas têm o intuito de melhorar a vida dos que mais precisam", frisou.





Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE), em sexta, julho 28/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga