» » » Com emoção, Sport arranca classificação na Sul-Americana

André     Foto: Anderson Stevens                 
Senhor, você quer com ou sem emoção? A pergunta feita geralmente antes dos passeios turísticos nas dunas poderia ser feito pelos deuses da bola aos torcedores do Sport. Num exigente teste para cardíaco, o Leão conseguiu uma suada classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana ao perder por 2x1 para o Arsenal de Sarandí/ARG, nesta quinta-feira (27). Com os 2x0 aplicados no jogo de ida, na Ilha do Retiro, o clube pernambucano carimbou o passaporte para a fase seguinte, onde encara a Ponte Preta, que eliminou o Sol de América/PAR. O gol da classificação rubro-negra só, veio aos 37 do segundo tempo, com André escorando cruzamento e evitando que a disputa fosse definida nos pênaltis. 

Inevitável olhar para o Sport entrar em campo com vantagem obtida no jogo de ida e não lembrar da fase anterior, quando o time se complicou contra o Danubio/URU. O sufoco no lendário estádio Centenário, no Uruguai, serviu como lição? Na primeira metade da etapa inicial parecia que sim. Equilibrado e com maturidade, o Leão conseguiu não só conseguiu segurar o ímpeto dos mandantes como também parecia mais perto de abrir o placar. Isso só não aconteceu em duas ocasiões porque Henríquez desviou mal um chute de Diego Souza e na segunda tentativa Lenis fez o de costume: construiu bem a jogada, mas finalizou muito mal. 

A partir dos 35 minutos os pernambucanos passaram a baixar a guarda, deixando o limitado Arsenal gostar da partida. E após arriscar três chutes com perigo da intermediária, o time argentino conseguiu abrir o placar no finalzinho do primeiro tempo. Em jogada construída nas costas de Mena, a zaga leonina falhou e Brunetta aproveitou a sobra para bater forte e fazer 1x0.

Na etapa final, Vanderlei Luxemburgo sacou Samuel Xavier, que tinha cartão amarelo e não vinha bem, e colocou Raul Prata. A mudança trouxe de volta o equilíbrio defensivo ao Leão, mas faltava o time voltar a agredir. Aos dez minutos, o treinador leonino esgotou a paciência e tirou Lenis, colocando Rogério. De forma estranha, os pernambucanos começaram a recuar, dando espaço para os argentinos. E aos 19 minutos, veio o gol que levaria a partida para os pênaltis. Em falha pitoresca de Durval, Contreras aproveitou para cabecear e fazer 2x0. Festa no acanhado estádio Júlio Grondona. 

E se o Leão precisava de algo para voltar a rugir, o gol adversário serviu como motivador. Aos 34, André ensaiou o gol da classificação. Após chute de Thomás, ele pegou o rebote e mandou para o fundo do gol, mas teve o impedimento assinalado de forma correta. Porém, três minutos depois foi valendo. Em enfiada de Rogério, Diego Souza protegeu bem até a linha de fundo e tocou voltando para André completar para o fundo do gol e fazer a festa rubro-negra na Argentina. 

FICHA DO JOGO
Arsenal de Sarandí/ARG 2

Santillo; Velazquez (Bella), Curado, Monteseirín e Corvalán; Rolón (Contreras), Ferreyra, Papa e Milo (Fragapane); Wilchez e Brunetta. Técnico: Humberto Grondona.

Sport 1
Magrão; Samuel Xavier (Raul Prata), Henríquez, Durval e Mena; Patrick, Rithely, Everton Felipe (Thomás), Diego Souza e Lenis (Rogério); André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Local: estádio Júlio Humberto Grondona (Sarandi). Árbitro: Jésus Valenzuela Sáez (VEN). Assistentes: Carlos López e Franchescoly Chacón (ambos da VEN). Gols: Brunetta (aos 43 do 1ºT), Contreras (aos 19 do 2ºT) e André (aos 37 do 2ºT). Cartões amarelos: Marcos Curado, Wilchez, Papa, Contreras e Velazquez (Arsenal). Samuel Xavier e André (Sport). Público e Renda: não divulgados. 

Fonte Folha de Pernambuco
Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE), em sexta, julho 28/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga