» » » » Nível crítico de estoques de sangue leva Hemope a convocar doadores

Hemope fica na Rua Joaquim Nabuco, número 171, no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife (Foto: Reprodução/Google Street View)              
Depois do término da greve dos servidores não-médicos da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope), na semana passada, a instituição registrou uma baixa na frequência de doações. Por isso, o hemocentro convoca a população para reforçar os estoques dos bancos de sangue. De acordo com a direção de hemoterapia da instituição, a reposição é necessária para não prejudicar os pacientes internados em unidades de saúde.
Segundo balanço repassado pela Fundação, na noite da quinta (11), seis tipos sanguíneos tinham estoque considerado crítico e um deles estava em condição de alerta. Apenas o tipo AB negativo encontrava-se em situação estável.
Ainda de acordo com a Fundação, outros eventos como a Semana Santa e os feriados de Tiradentes e do Dia do Trabalhador reduziram a frequência dos doadores. A chuva registrada no mês de abril também foi apontada como uma das causas para diminuir o número de doações diárias.

Como doar

Localizado no número 171 da Rua Joaquim Nabuco, no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife, o Hemope realiza atendimentos de segunda a sábado, das 7h15 às 18h30, inclusive nos feriados. Para doar, é preciso ter entre 16 e 69 anos e pesar no mínimo 50kg. Para os menores de idade, é preciso que a doação seja feita na presença de um dos pais ou responsáveis legais.
Caso a doação seja feita pela primeira vez após os 60 anos, é preciso passar por uma avaliação e aprovação médica. É importante que o doador esteja se sentindo bem e que não esteja doente e, para doar, não é necessário estar em jejum.

Greve dos servidores

Iniciado no dia 3 de maio, o movimento dos servidores não-médicos do Hemope levou os profissionais a trabalhararem em esquema reduzido na área de doações. Segundo o sindicato da categoria, a manifestação teve o objetivo de pedir a renovação do Plano de Cargos e Carreira e de atualizar o valor de benefícios concedidos aos trabalhadores.
No dia 5 de maio, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) determinou a volta imediata dos servidores às suas atividades, sob pena de multa diária de R$ 30 mil para o sindicato. A decisão foi acatada pela categoria, que voltou às atividades no dia 6 de maio.

Fonte Globo.com
Postado por Júnior Silva em Limoeiro (PE), sexta, maio 12/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga