» » » » Dez PSFs são interditadas em Orobó

PSF de Orobó   Foto: Divulgação             
A fiscalização do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE) encontrou, ontem (10), irregularidades no atendimento à população e interditou dez unidades de Postos de Saúde da Família (PSF) em Orobó - no Agreste do Estado. Os motivos divulgados pela entidade foram a ausência de enfermeiros e de supervisão dos técnicos de enfermagem atuando nas unidades.

Segundo a enfermeira e coordenadora adjunta do departamento de fiscalização do Coren-PE, Ivana Andrade, a decisão de paralisar o funcionamento dos PSFs foi tomada após constatação da situação nas unidades. A qual, inclusive, já tinha sido comunicada à Secretaria de Saúde de Orobó, após inspeção realizada no dia 3 de fevereiro de 2017. Sem, no entanto, ter sido tomada nenhuma providência para solucionar os problemas. É o que informa a nota do conselho.

”Como os problemas detectados não foram sanados, tivemos que fazer a interdição para preservar a população e, também, os técnicos de enfermagem. Infelizmente, os pacientes terão que procurar a unidade de saúde mais próxima para terem atendimento de consultas e acompanhamentos”, explicou a enfermeira fiscal Hélia Sibely.

O Coren-PE salienta a informação que, após a fiscalização, verificou-se no Cadastro Nacional de Estabelecimentos (CNES) que todas as unidades de PSF do município de Orobó possuem enfermeiros cadastrados. No entanto, nenhum desses profissionais estão realizando seu trabalho desde o início de janeiro deste ano. 

É relevante informar que a fiscalização do Coren-PE verificou em consulta ao Cadastro Nacional de estabelecimentos – CNES que todas as unidades de PSF do município de Orobó possuem enfermeiros cadastrados, porém nenhum desses enfermeiros estão realizando seu trabalho desde o início de janeiro de 2017.

Fonte Folha de Pernambuco

Postado por Júnior Silva em sábado, fevereiro 11/2017

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga