» » » TRE confirma posse da prefeita eleita Mariana Medeiros (PTC) em Cumaru


“Uma Chance para Cumaru”. A frase que serviu de slogan para a campanha da prefeita eleita em Cumaru, Mariana Medeiros (PTC), e da vice-prefeita eleita, Nadjane Peixoto (PCdoB), ganha ainda mais peso após ser indeferido, na tarde desta segunda-feira (14), pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE), o recurso contra o registro da candidatura, apresentado em segunda instância pela oposição derrotada no pleito de 2 de outubro.
Por unanimidade, os seis desembargadores do TRE consideraram improvido o recurso. O relator da decisão foi o desembargador Josué Antônio Fonseca de Sena.

A prefeita eleita de Cumaru, Mariana Medeiros, que tomará posse em janeiro, comemora o bom resultado no Pleno do TRE. “Estávamos confiantes. A nossa campanha foi limpa, aberta, em prol de Cumaru. É preciso dar uma chance para que o nosso município possa voltar a crescer. Eu e a vice, Nadjane Peixoto, prometemos fazer o melhor para a nossa cidade. O que eles não fizeram em 20 anos”, afirmou Mariana.   

Os desembargadores julgaram improcedentes os questionamentos apresentados pela Coligação Juntos por Cumaru, que alegava falha na declaração de bens (a não declaração de um automóvel) e a falta da certidão criminal para fins eleitorais. Tanto a certidão quanto a retificação na declaração de bens foram apresentadas ainda em primeira instância, em setembro.

“Sempre estivemos muito tranquilos quanto ao resultado. Apresentamos a declaração ainda na primeira instância e foi feita a correção na declaração de bens. Não há fundamentação jurídica que sustente este questionamento. Um dos desembargadores do Pleno chegou a destacar que era possível apresentar os documentos até a votação do Pleno e nós fizemos muito antes, ainda na primeira instância”, esclarece o advogado Carlos Neves, representante da prefeita eleita.

“Levar o processo até a segunda instância nada mais foi que uma decisão de cunho político para deixar inseguros os eleitores da prefeita Mariana Medeiros”, completou o advogado. 


Foto Limoeiro News
Postado por Júnior silva em terça, novembro 15/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga