» » » Náutico vence e segue vivo na Série B

Maylson comemora gol     Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco           
A vida do Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro estava em jogo no gramado da Arena de Pernambuco, na noite desta terça-feira (8). E o Timbu está mais vivo do que nunca na disputa pelo acesso. Embora não tenha apresentado um grande futebol, o Alvirrubro venceu e era o que se esperava. Com muita raça e graças a um belo gol de Maylson, na etapa complementar, derrotou o Goiás por 1x0. O time pernambucano se manteve no para o 5º lugar com 57 pontos e enfrentará o Avaí, sábado (12), às 16h30, na Ressacada, num confronto direto pelo G4. O Esmeraldino caiu para a 14º posição com 44 pontos. 
A obrigação da vitória para se manter vivo na competição fez com que os alvirrubros entrassem em campo nervosos, tensos, mesmo diante de um adversário sem pretensões. Na etapa inicial, o Náutico teve pouca tranquilidade para trabalhar as jogadas no campo ofensivo e com os erros de passes cedeu contra-ataques para o Goiás. O trio Rossi, Carlos Eduardo e Walter deu trabalho à defesa pernambucana. Os dois primeiros obrigaram o goleiro Júlio César a fazer duas grandes defesas à queima roupa. 

Mesmo com afobação, o Timbu conseguiu assustar em alguns momentos. Contudo, faltou calma no momento de concluir a jogada em gol. Bergson, por exemplo, recebeu uma bola na entrada da pequena área num rebote do sistema defensivo goiano. Mas com a bola no ar, o atacante finalizou fraco e o Márcio espalmou. Aliás, essa praticamente foi a única participação do goleiro esmeraldino. De resto, apenas precisou bater tiros de meta após chutes de longe dos alvirrubros.

Não havia outra alternativa ao Náutico, era preciso ir para o tudo ou nada e buscar, pelo menos, um gol. A pressão sobre o adversário aumentou, porém, ainda de forma desorganizada e intranquila. Nos minutos iniciais da etapa complementar, Marco Antônio sentiu uma contusão e foi substituído por Tiago Adan. A equipe de Givanildo Oliveira ganhou um homem na área. Mas a mudança que fez a diferença foi a entrada de Maylson na vaga de Rodrigo Souza. Com apenas três minutos em campo, o volante fez uma linda jogada individual e de bico mandou no canto do goleiro para abrir o placar.

A tensão na Arena de Pernambuco transformou-se em uma grande festa. A torcida, que estava tão apreensiva quanto o time, explodiu em comemoração e passou a jogar junto. Vaiando quando o Goiás tinha a bola e cantou músicas de apoio aos alvirrubros. A equipe visitante não desistiu e buscou o empate a todo custo. Júlio César, mais uma vez, apareceu para salvar os donos da casa. O atacante pernambucano Walter ainda acertou uma bola no travessão. Mas hoje era o dia do Náutico. Nada iria tirar os três pontos da equipe que por muitas vezes esteve desacreditada na Série B e se reinventou para sonhar com o acesso. 

Ficha do jogo
Náutico 1

Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza (Maylson), Marco Antônio (Tiago Adan) e Vinícius; Rony e Bergson (Negretti). Técnico: Givanildo Oliveira. 
Goiás 0
Marcio; Alex Alves (Léo Gamalho), David Duarte e Felipe Macedo; Sueliton, Adriano, Rossi (Murilo), Léo Sena e Juninho; Carlos Eduardo (Patrick) e Walter. Técnico: Gilson Kleina.

Local: Arena de Pernambuco
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO).
Assistentes: Fabio Pereira e Natal da Silva Ramos Júnior (Ambos do TO)
Gols: Maylson (aos 26 do 2ºT)
Cartões amarelos: Gastón, Rony e Rodrigo Souza (Náutico); Rossi (Goiás)
Público: 8.991. Renda: R$ 147.730,00


Postado por Júnior Silva em quarta, novembro 09/2016 


«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga