» » » Em "final" particular, Sport perde para o Cruzeiro

Sport x Cruzeiro na Ilha do Retiro Foto: Flávio Japa/Folha de Pernambuco         
Em uma noite em que os deuses da bola judiaram do Sport, o time decepcionou a sua torcida, que compareceu em grande número à Ilha do Retiro, e perdeu para o Cruzeiro, por 1x0, nesta quarta-feira. Com a derrota, o Leão caiu para a 15ª colocação, permanecendo com 43 pontos, cinco de distância da zona de rebaixamento, com esse quadro podendo se agravar com o complemento da rodada, na noite desta quinta-feira (17). Com mais três jogos restantes até o término do Brasileirão, o Rubro-negro precisa de uma vitória para conseguir assegurar a sua permanência na Série A, sendo Atlético/PR (fora), América/MG (fora) e Figueirense (casa) os próximos adversários dos pernambucanos.
Um verdadeiro tabuleiro de xadrez foi armado na Ilha do Retiro. Nos dois postulantes à vitória, o mesmo objetivo: vencer para sacramentar a permanência na elite nacional. Conseguindo armar um belo ferrolho defensivo, Mano Menezes apostava na movimentação do quarteto ofensivo, formado por Marcos Vinícius, Arrascaeta, Rafael Sóbis e William. Do lado leonino, o mesmo esquema utilizado nos últimos jogos. A diferença na primeira etapa foi o abuso da individualidade por parte dos ponteiros Rogério e Everton Felipe. Com muito equilíbrio, as duas equipes se alternavam no comando da partida. Nos primeiros quinze minutos, o Cruzeiro ditou o ritmo. Deixando a ansiedade passar um pouco, o Leão foi começando a gostar da partida aos poucos. Aos 27 minutos, Diego Souza recebeu pelo meio e mandou uma bomba, raspando a trave.
Conseguindo força para responder, a Raposa perdeu grande chance aos 33 minutos, quando William saiu de frente para Magrão, mas o goleiro cresceu na frente do atacante e fez linda defesa, salvando os mandantes. Mas, aos 41 minutos a melhor chance leonina. Após ser derrubado na área, Diego Souza foi para a cobrança de pênalti. Euforia e confiança na qualidade de DS87 de nada adiantaram, pois a bola caprichosamente parou no travessão. Para piorar tudo, o castigo veio um minuto depois. No melhor estilo "quem não faz leva", Henrique aproveitou sobra de bola dentro da área e chutou forte para abrir o placar. Após o tento sofrido, a torcida leonina entoou gritos de apoio ao Sport e a Diego Souza.
Na segunda etapa, o Cruzeiro se fechou ainda mais. Sem criatividade, o Leão não conseguiu fugir da marcação, principalmente por conta dos excessivos erros de passe. Um dos que mais errou neste quesito, Neto Moura deixou o campo logo no começo da etapa final. Pelo lado cruzeirense, muita catimba e retranca, suficientes para segurar os mandantes. No final, Daniel Paulista apostou em Túlio de Melo para o "chuveirinho", mas nem isso deu certo na Praça da Bandeira. Uma noite a ser apagada na atuação leonina e clima de decepção após o apito final.
Postado por Júnior Silva em quinta, novembro 17/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga