» » » Sport sai na frente, mas cai de rendimento no segundo tempo e perde para o Fluminense

João de Andrade Neto /Superesportes                              
Um filme já visto outras vezes nesse Campeonato Brasileiro se repetiu neste sábado, no estádio Giulette Coutinho, em Mesquita (RJ). Após mais uma vez fazer um primeiro tempo praticamente impecável, com direito a sair na frente do placar, o Sport não conseguiu manter o ritmo na etapa final e por conta de erros individuais acabou derrotado, de virada, para o Fluminense por 3 a 1. A quarta derrota seguida dos rubro-negros fora de casa, na sua pior sequência nessa Série A. Com isso, o Leão segue ameaçado pela zona do rebaixamento. Na próxima quarta, o desafio será contra o São Paulo, na Ilha do Retiro.

Para  a partida, o técnico Oswaldo de Oliveira manteve a base da equipe que iniciou o jogo da rodada passada contra o Santos, fazendo apenas duas mudanças na defesa com as entradas do zagueiro Durval e do volante Paulo Roberto nas vagas de Matheus Ferraz (suspenso) e Neto Moura, respectivamente. Mas o maior reforço rubro-negro foi  a presença do meia Diego Souza, que entrou em campo graças a um efeito suspensivo, já que havia sido punido com dois jogos de suspensão pelo STJD pela expulsão no clássico contra o Santa Cruz.

Cria da base do Fluminense, e bastante hostilizado pelos torcedores cariocas, o camisa 87 foi o dono do primeiro tempo, ditando o ritmo do Sport e fazendo boas distribuições de jogadas. Com Diego Souza nos seus melhores dias, o Leão fez uma das suas melhores apresentação fora de casa neste Brasileiro na etapa inicial. 

Tanto que, nos 15 minutos iniciais, os pernambucanos criaram pelo menos cinco boas chances, abrindo o placar aos 10. Após escanteio batido fechado por Gabriel Xavier, o zagueiro Gum, pressionado por Diego Souza e Ronaldo Alves, cabeceou para as próprias redes fazendo justiça, àquela altura, no marcador.

Após o gol, o Fluminense, mais na base do abafa do que em jogadas bem trabalhadas, buscou incomodar um pouco mais a defesa leonina. Mesmo assim, o Sport seguia melhor na partida. Tanto que o primeiro chute carioca só veio aos 27 minutos. E a única defesa de Magrão, aos 36, em chute de Marcos Júnior.

O único erro do Sport no primeiro tempo aconteceu justamente quando o Fluminense passou a buscar o empate de forma desordenada, dando campo para o contra-ataque não aproveitado pelos leoninos. Foram pelo menos três com os atacantes pernambucanos em vantagem sobre a defesa carioca. Todos sem sucesso, com erro no último passe.

Segundo tempo
Na volta para a etapa final, o técnico do Fluminense, Levir Culpi colocou o atacante Richarlison na vaga do volante Douglas, buscando dar maior força ofensiva a sua equipe. Já Oswaldo de Oliveira, sem motivos para fazer alterações, voltou com o mesmo time.

O cenário, no entanto, não mudaria, com a defesa rubro-negra bem postada não dando espaço. Qualquer alteração só viria em erros individuais do Sport, como uma bola perdida por Gabriel Xavier, aos sete, para Wellington Silva que chutou por cima de Magrão. Erro que voltaria a acontecer no minuto seguinte. Justamente com um dos melhores em campo.

Na saída para o ataque, Diego Souza errou um passe de forma displicente, dando ao Fluminense a chance de pegar a defesa leonina mal posicionada. Na sequência, após Magrão defender chute de Wellington, o atacante Marcos Junior, em posição de impedimento, só empurrou para a rede, empatando a partida.

Com a igualdade, o Fluminense, enfim, passou a pressionar o Sport. E em outro erro na saída de bola do Leão, dessa vez com Neto Moura, que acabara de entrar, conseguiu a virada, com Richarlison recebendo lançamento de Wellington e chutando cruzado sem defesa de Magrão.

O Sport ainda teria uma última oportunidade de empatar a partida, em belo chute de Rithely de fora da área. Defesa melhor ainda do goleiro Júlio César. Mas na sequência, levaria o terceiro com Gustavo Scarpa tocando por cima de Magrão, marcando um golaço. Mais uma vez, por demérito próprio, o Leão volta para Recife sem pontos na bagagem. 

Ficha técnica

Fluminense 3
Júlio César; Wellington Silva, Henrique, Gum e William Matheus; Pierre, Douglas (Richarlison), Cícero, Gustavo Scarpa e Wellington; Marcos Júnior (Marquinho). Técnico: Levir Culpi.

Sport 1
Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Paulo Roberto (Neto Moura), Gabriel Xavier (Vinícius Araújo), Diego Souza e Everton Felipe (Lenis); Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Local: Estádio Giulitte Coutinho, em Mesquita (RJ). Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS). Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (SP). Gols: Gum (contra, aos 10 min do 1º tempo), Marcos Júnior (8 min do 2º tempo), Richarlison (21 min do 2º tempo) e Gustavo Scarpa (40 min do 2º tempo). Cartões amarelos: Durval, Rodney Wallace,  Paulo Roberto (S), Cícero (F) 


Postado por Júnior Silva em sábado, outubro 01/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga