» » » » Sábado será dedicado à literatura no Cecon




Começa neste sábado (8), às 9h, a festa da literatura nordestina em homenagem às mulheres.  A II Feira Nordestina do Livro (Fenelivro) acontece no Centro de Convenções de Pernambuco, até o dia 12 de outubro, das 9h às 21h, com entrada franca. A autora queridinha dos adolescentes Paula Pimenta vai abrir a programação, seguida da oficina da jornalista Sheila Borges. Às 16h30, a escritora Débora Ferraz autografa livro e conversa com o público. Ainda no primeiro dia da feira, acontece a mesa-redonda sobre as homenageadas Luzilá Gonçalves Ferreira e Celina de Holanda. 

Encerrando a noite do primeiro dia, duas referências femininas fortes em suas áreas: a poeta Alice Ruiz autografa livro Luminares e a repentista Mocinha de Passira faz uma cantoria em homenagem às mulheres, às 20h. 

A best-seller infantojuvenvil Paula Pimenta vai bater um papo com o público e autografar o mais recente livro publicado “Fazendo Meu Filme em Quadrinhos vol 3”, a partir das 11h, no palco principal montado no pavilhão do Cecon. A produção distribuirá 280 senhas para quem quiser autografar o livro e tirar fotos com a autora.

Antes da palestra de Paula, já rola a primeira oficina da feira: às 10h, os jornalistas Sheila Borges e Diego Gouveia ministram oficina sobre o papel do cidadão na produção da notícia. Para participar do encontro “Eu, repórter: a elaboração da notícia pelo cidadão” é só levar notebook, ipad ou smartphone. A oficina é grátis, tem duração de três horas e lotação máxima de 25 pessoas.

A escritora e jornalista Débora Ferraz autografa o livro “Enquanto Deus Não Está Olhando” e bate papo com o público, com mediação da jornalista Tatiana Notaro, às 16h30. Débora nasceu em Serra Talhada, mas morou grande parte da vida em João Pessoa. Estreou na literatura com a coletânea de contos “Os Anjos (2003), escrito ainda quando era adolescente. Em 2008 deu início ao seu livro mais recente, mas teve que interromper o processo em 2009, quando o próprio pai morreu. A ficção só foi retomada em 2011.

O jornalista Evaldo Costa e o escritor e historiador Lourival Holanda irão mediar a mesa-redonda sobre as homenageadas da feira, Luzilá Gonçalves Ferreira e Celina de Holanda, às 18h. A grande romancista pernambucana Luzilá Gonçalves Ferreira nasceu em Garanhuns e se consagrou no Brasil com obras como Rios Turvos e Muito Além do Corpo, este último agraciado no Prêmio Nestlé de Literatura. Como autora e coautora, Luzilá já publicou mais de 30 livros, dos mais diversos gêneros literários.

Já Celina de Holanda, cujo centenário foi festejado em 2015, consagrou-se como jornalista e poeta. Nascida no Cabo de Santo Agostinho, ela editou o primeiro livro, O Espelho da Rosa, aos 55 anos. Outros títulos da pernambucana são: A Mão Extrema (1976), Sobre Esta Cidade de Rios (1979), Roda d’Água (1981), As Viagens (1984); Pantorra, o Engenho (1990) e Viagens Gerais (1995), que foi a sua última obra. Celina faleceu em 1999, em decorrência de um câncer. As duas homenageadas serão brindadas com a publicação de novos livros pela Cepe, a serem lançados durante a Fenelivro.

Novidade da edição 2016, a Maratona Fenelivro conta com vinte nomes confirmados, entre autores estreantes e consagrados. Trata-se de um espaço especial, com infraestutura adequada, destinado aos escritores amadores e/ou locais, para que lancem seus trabalhos dentro da feira. No sábado, dois autores estreantes estão confirmados: às 15h sessão de autógrafos de Fronteiras do Medo, de Filipe Falcão, e às 17h, Os Canibais de Garanhuns, do jornalista Raphael Guerra.

Os interessados em participar da maratona de lançamentos deverão encaminhar e-mail para (maratona.fenelivro@gmail.com), com detalhes da carreira e obra. Os horários serão definidos pela organização da feira, de acordo com a ordem de inscrição.

Finalizando a programação do primeiro dia da feira, Alice Ruiz autografa “Luminares” e bate com o público, com mediação do jornalista Marco Polo. Alice é poeta e haikaista, nasceu em Curitiba, em 1946 e já publicou 21 livros, entre poesia, traduções e uma história infantil. Nesse dia, a parte musical fica a cargo de Mocinha de Passira, repentista, Patrimônio Vivo de Pernambuco, que vai mostrar a fluidez que consegue desenvolver versos ritmados, principalmente sobre o empoderamento feminino.

CONTATOS PARA ENTREVISTAS:
Ricardo Melo (Cepe): 3183-2700
José Alventino Lima Filho (diretor de feiras da Andelivros): 99829-0102
Evaldo Costa (curador): 99488-3190
Assessoria de Imprensa Mia Comunicação:
Janaína Lima – 99147-9143/ Mariana Layme – 99638.3141
Assessoria de Imprensa Cepe
Gilson Oliveira – 3183-2770/ Roziane Fernandes – 99748-6072

Postado por Júnior Silva em sexta, outubro 07/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga