» » » » Prefeito responde sobre finanças de Limoeiro


O prefeito de Limoeiro, Thiago Cavalcanti (PTB), enviou resposta ao blog sobre uma nota veiculada na coluna desta quarta-feira, intitulada “Herança Maldita de Limoeiro”. A informação tratava da situação financeira do município do Agreste Pernambucano.
Segundo declaração do adversário do petebista e vencedor do pleito deste ano, o prefeito eleito Joãozinho (PSB), há um rombo de R$ 22 milhões nos cofres públicos, além de muitos servidores terem sido demitidos. Cavalcanti nega as informações e afirma que sua gestão é transparente.
Leia a nota na íntegra:
“Considerando o conteúdo da reportagem intitulada “Herança maldita de Limoeiro”, veiculada na Coluna do Blog do Magno na data de hoje, 19.10.2016, na qual foi mencionado meu nome e informações supostamente referentes à situação financeira do município de Limoeiro, ainda sob minha administração, venho, por meio deste comunicado e com fundamento no artigo 5º, V, da Constituição Federal e nas disposições da Lei Federal n.º 13.188, de 11.11.2015, exercer meu DIREITO DE RESPOSTA pelos fatos e fundamentos que a seguir exponho:
1) É inverídica a informação de que a Prefeitura de Limoeiro deve R$ 18 milhões a fornecedores e R$ 4 milhões à previdência municipal, não correspondendo à realidade dos fatos. Os municípios brasileiros, assim como a sociedade em geral, vêm enfrentando grave crise econômica e financeira e, em decorrência disso, a Prefeitura Municipal de Limoeiro possui um débito atual de aproximadamente R$ 2.200.000,00 (dois milhões e duzentos mil reais), o que representa cerca de 10% do valor mencionado na sua coluna;
2) Em decorrência deste débito e a fim de sanear as contas municipais, no intuito de que o novo gestor eleito receba a máquina administrativa com orçamento equilibrado e em condições de funcionamento, como preconiza a Lei de Responsabilidade Fiscal, adotei uma série de medidas de cunho administrativo e financeiro-orçamentário visando o enxugamento dos gastos públicos municipais neste último trimestre. É de se destacar, neste tocante, que as medidas foram implementadas sem prejuízo do regular funcionamento dos serviços públicos essenciais de saúde, educação e limpeza pública, entre outros;
3) As informações referentes à gestão fiscal e orçamentária do Município de Limoeiro estão disponíveis para serem checadas por todos os interessados no Portal da Transparência do município, implantado em obediência ao artigo 48 da Lei de Responsabilidade Fiscal e reconhecido pelo Ministério Público Federal como o 4º (quarto) melhor do Estado de Pernambuco;
4) Por fim, em relação às emendas ao orçamento da União, conseguidas pelo Deputado Federal Ricardo Teobaldo para a cidade de Limoeiro, no montante de R$ 37,5 milhões de reais, ressalto que são fruto de um trabalho sério e do compromisso do referido parlamentar para com a população do Município de Limoeiro. O recebimento da verba depende agora somente da dedicação e da competência da equipe no novo gestor para cumprir os contratos de repasse e convênios celebrados.
Diante do exposto, solicito, com fundamento nos artigos 3º e 4º da Lei Federal n.º 13.188, de 11.11.2015, seja o conteúdo deste comunicado publicado no Blog do Magno para conhecimento dos fatos pela sociedade, em especial, pela população do Município de Limoeiro, a quem tenho dever de prestar contas dos meus atos enquanto gestor público.
Limoeiro, 19 de outubro de 2016.
Thiago de Andrade Ferreira Cavalcanti
Prefeito de Limoeiro

Postado por Júnior Silva em quarta, outubro 19/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga