» » » Náutico joga mal e cai a invencibilidade de Givanildo Oliveira

Náutico foi envolvido pelo adversário e saiu de campo derrotadoFoto: Divulgação/Luverdense                                           
Nem sempre é possível pontuar ou vencer jogando mal. Na série invicta de oito rodadas teve grandes vitórias, mas também teve triunfos com um fraco futebol. Ontem, em Lucas do Rio Verde, a invencibilidade do técnico Givanildo Oliveira chegou ao fim com um desempenho ruim e a derrota para o Luverdense por 2x1, no Estádio Passo das Emas. O Timbu saiu na frente com Bergson, mas Alfredo, duas vezes, anotou os gols da vitória dos donos da casa. Com o a derrota, o Alvirrubro ficou no 5º lugar com 51 pontos e pode cair mais uma posição com o complemento da rodada. Na próxima sexta-feira, o adversário será o Atlético/GO, às 20h30, na Arena de Pernambuco. 

Com a necessidade maior da vitória, o Náutico buscou o resultado assim que a bola rolou. E Givanildo Oliveira colocou seu time para marcar a saída do adversário e pressionar no início, resultando num gol logo aos 10 minutos. Bergson recebeu na área e foi derrubado por Ricardo. Pênalti sem questionamentos. O próprio camisa 11 foi para a cobrança e com categoria mandou no canto esquerdo do goleiro Diogo Silva para abrir o placar.

Após sair na frente do placar, no entanto, o Timbu mudou completamente a postura e sofreu. Sem ter a posse de bola, cedeu espaço para o Luverdense atacar. Foram quatro oportunidades consecutivas. O goleiro Rodolpho foi obrigado a realizar duas grandes defesas, na terceira tentativa a bola bateu no travessão e por último Everton cabeceou ao lado da meta alvirrubra. Os alvirrubros demoraram a se reencontrar em campo para equilibrar as ações. Apenas depois dos 30 minutos é que houve um pouco de estabilidade por parte dos visitantes, mas que não impediu as chegadas perigosas dos donos da casa.

O técnico Givanildo Oliveira não fez nenhuma substituição no intervalo e apostou na conversa no vestiário para mudar o panorama da partida. Não adiantou. O Luverdense continuou melhor, ameaçou duas vezes e empatou. Depois de chegar próximo com Rafael, Alfredo igualou o marcador. O atacante foi derrubado na área por Rodolpho e o árbitro assinalou o pênalti. Alfredo cobrou com tranquilidade, no canto esquerdo de Rodolpho rasteiro e deixou tudo igual no confronto.

Só assim o Náutico voltou a jogar no Passo das Emas. O segundo tentou ficou perto de sair. Porém, a bonita troca de passes e a assistência de letra de Renan Oliveira para Bergson foi para fora. O atacante livre na área conseguiu mandar por cima da trave. Já nos minutos finais, enfim, o treinador alvirrubro mudou a equipe. Yuri Mamute, Marco Antônio e Rodrigo Souza saíram para as entradas de Negretti, Tiago Adan e Jefferson Nem. Mas quem chegou ao gol foi o Luverdense numa falha de Rodolpho, que Alfredo mandou para o fundo das redes para quebrar a série invicta do Timbu.

Fonte Folha de Pernambuco

Postado por Júnior Silva em sábado, outubro 22/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga