» » » Com emoção, Sport vence a Ponte Preta e se afasta do Z4

Rogério marcou o gol da vitória no segundo tempoFoto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco                      
Atenção! Cardiopatas de plantão, os jogos do Sport podem causar sérios problemas. Na luta desesperada contra o rebaixamento, mais uma vez o Leão venceu pelo placar mínimo, batendo por 1x0 a Ponte Preta, nesta quinta-feira (27), na Ilha do Retiro. No reencontro com o treinador Eduardo Baptista, um jogo encardido e bastante equilibrado. No final, os três pontos foram comemorados com êxtase no estádio leonino, que explodiu com o gol de Rogério, aos oito minutos do segundo tempo. Com o triunfo, o Leão chega a 40 pontos e assume a 14ª colocação, abrindo cinco pontos da zona da degola e afastando qualquer possibilidade de terminar esta 33ª rodada na Z4.

Entre vaias e aplausos, Eduardo Baptista foi recepcionado. Independente do sentimento do torcedor, a certeza de que viria um jogo difícil era quase unânime nas arquibancadas da Ilha do Retiro. No período de um ano e sete meses que ficou na Praça da Bandeira, os torcedores entenderam que a parte defensiva é o ponto forte do treinador. Para piorar, o Sport resolveu jogar um futebol burocrático no primeiro tempo. Um dos problemas mais graves era a saída de bola lenta e sem objetividade. Assim, o Leão era presa fácil para o ferrolho montado por Baptista, que apostava nos contra-ataques.

Com apenas um minuto, Pottker assustou de cabeça. Os mandantes acordaram logo em seguida, mas quase sempre apostando na sorte, sem conseguir construir jogadas. Foi assim aos seis minutos, quando Rithely bateu cruzado e Rogério se atrapalhou na conclusão. E aos 12, quando o mesmo Rogério roubou bola e tocou para Rodney mandar uma bomba para a grande defesa de Aranha. Com muita marcação, a Ponte conseguiu esfriar a partida e até mesmo a controlar o duelo. Emoção mesmo só aos 42 e com chance para a Macaca, mas Clayson parou em Magrão.
No intervalo, Daniel Paulista teve ousadia e acertou em cheio, sacando os piores em campo Paulo Roberto e Everton Felipe para acionar Neto Moura e Ruiz, com Rogério passando a atuar na direita, sua posição de origem. Coincidência ou não, foi exatamente nessa situação que aconteceu o gol do Sport. Após lançamento, Diego Souza deu uma casquinha de cabeça e a bola sobrou para Rogério arrancar e bater na saída de Aranha, fazendo a Ilha explodir: 1x0. O tento acordou a Macaca, que perdeu duas chances, com Pottker e Reinaldo. Porém, a melhor oportunidade foi os pernambucanos. Aos 23, Diego Souza recebeu lindo passe pela direita, avançou sozinho e, mesmo com Rodney sozinho como opção do lado, decidiu bater, mas não pegou bem na bola e mandou para longe.
Entre mortos e feridos, algumas poucas chances desperdiçadas e a explosão leonina com o apito final do árbitro: Vitória mais do que comemorada na Praça da Bandeira, para alívio geral.
FICHA DO JOGO
Sport 1

Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Paulo Roberto (Neto Moura), Everton Felipe (Ruiz), Diego Souza e Rodney Wallace; Rogério (Apodi). Técnico: Daniel Paulista. 
Ponte Preta 0
Aranha, Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel (Ravanelli) (Zé Roberto), Maycon, Rhayner (Felipe Azevedo) e Clayson; Pottker. Técnico: Eduardo Baptista. 
Local: Ilha do Retiro (Recife). Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA). Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Dibert Pedrosa Moises (RJ). Gol: Rogério (aos 8 do 2ºT). Cartões amarelos: Samuel Xavier e Rodney Wallace (Sport). Reinaldo, Wendel e Rhayner (Ponte Preta). Público: 24.324. Renda: R$ 127.530,00.
Postado por Júnior Silva em sexta, outubro 28/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga