» » » » » Autoras brasileiras dominam a segunda edição da Fenelivro


Romance, conto, poema, haikai, posts, pensamentos, ideias revolucionárias, densas e doces. Literatura. Toda essa produção e olhar da mulher sobre a contemporaneidade estarão presentes na segunda edição da Feira Nordestina do Livro (Fenelivro), que abre para convidados nesta sexta-feira, às 19h, no Centro de Convenções de Pernambuco, com show do grupo Sagrama. Literatura, Um Substantivo Feminino é o tema do evento, que tem curadoria de Evaldo Costa. A Fenelivro abre para o público em geral no sábado, às 9h.

Organizado novamente pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) e a Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros (Andelivros), o evento conta com o apoio do Governo do Estado de Pernambuco, Porto Digital e do Detran ­- que promove, ao lado da Secretaria de Educação do Estado, concurso literário para estudantes da rede pública – e do Café Três Corações. “É muito importante ter uma feira que cumpre com a questão pedagógica, em que alunos da rede estadual poderão ter acesso facilitado ao mundo dos livros, por exemplo”, encerra Ricardo Melo.

 A Fenelivro homenageia as autoras pernambucanas Luzilá Gonçalves Ferreira e Celina Holanda, que terão obras lançadas pela Cepe e serão tema de mesa-redonda dedicada a desvendar suas obras e carreiras. A missão de apresentar as homenageadas está a cargo de Evaldo Costa e do escritor Lourival Holanda. “As autoras convidadas chamam a atenção pelo que dizem, pelo que escrevem e pelo que vivem. Tivemos o cuidado de garantir que o público terá acesso a todas as tendências e não ficará indiferente a nada do que for apresentado”, sustenta o curador Evaldo Costa.

A lista de convidadas para esta celebração da literatura feita por brasileiras proposta pela Fenelivro vai das mais novas vozes da escrita a nomes consagrados. Autoras como Micheline Verunscky, Alice Ruiz e Ana Maria Gonçalves compõem a programação ao lado da best-seller infantojuvenil Paula Pimenta e da youtuber Babi Dewet.

Foram escaladas ainda, entre outras, Débora Ferraz, FML Peper, Sônia Rodrigues e a gaúcha Clara Averbuck, que travará um papo animado sobre literatura e feminismo ao lado de duas das autoras do blog Ativismo de Sofá.  

“A Fenelivro promove um verdadeiro intercâmbio cultural entre quem publica livro e quem lê. É o local ideal para que escritores dialoguem com leitores. Nessa edição, estamos colocando as mulheres no centro da cena cultural. Na programação principal, por exemplo, só convidamos mulheres”, comenta Evaldo Costa.

Além da programação principal, a Fenelivro contará com uma programação paralela e uma maratona de lançamentos só com autores locais. Neste segundo pilar, um dos destaques é Inez Cabral, que lança a coletânea de poemas do pai, João Cabral de Melo Neto, comentados por ela. O tema é um só: as viagens e descobertas culturais que marcaram a poesia do autor nos seus 50 anos exercendo a carreira de diplomata.

Novidade da edição 2016, a Maratona Fenelivro conta com 14 nomes confirmados, entre autores estreantes e consagrados. Trata-se de um espaço especial, com infratestrutura adequada, destinado aos escritores locais, para que lancem seus trabalhos dentro da feira. Os interessados em participar da maratona de lançamentos deverão encaminhar e-mail para maratona.fenelivro@gmail.com, com detalhes da carreira e obra. Os horários serão definidos pela organização da feira, de acordo com a ordem de inscrição.

Para o último dia, destinado à garotada (12/10), a Fenelivro aposta no show da Mini Rock, pela manhã, e numa maratona de contação de histórias à tarde. Das 14h às 19h, contadores se revezarão no Cantinho da Trela, área reservada aos pequenos dentro do pavilhão.
           
 A Fenelivro oferecerá ainda quatro oficinas gratuitas: Eu, Repórter: a elaboração da notícia pelo cidadão (com Sheila Borges e Diogo Gouveia); Narrativa Visual – Caminhos da Leitura (com Luciano Pontes); Oficina de Criação Literária (Raimundo Carrero) e Cartonera (com David Henrique).

Um público estimado em torno de 100 mil pessoas deverá circular pelo Cecon nos seis dias de funcionamento da feira, acompanhando uma intensa programação cultural, com lançamentos de livros, oficinas, debates, mesas-redondas e muita contação de história. Todas as atividades são gratuitas. Serão 80 estandes, representando as mais importantes editoras do País à disposição.

SERVIÇO: Feira Nordestina do Livro. Abertura para convidados, dia 7, às 19h. Aberta ao público de 8 a 12 de outubro, das 9h às 21h. Local: Centro de Convenções de Pernambuco. Entrada franca.

CONTATOS PARA ENTREVISTAS:
Ricardo Melo (presidente da Cepe): 3183-2700
José Alventino Lima Filho (diretor de feiras da Andelivros): 99829-0102
Evaldo Costa (curador): 99488-3190

Postado por Júnior Silva em terça, outubro 05/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga