» » » Greve dos bancários fecha mais de 12 mil agências

Arthur Mota/Arquivo Folha                           
A greve dos bancários chegou ao nono dia e cresceu. São 12.386 agências e 46 Centros Administrativos que tiveram as atividades paralisadas. O número corresponde a 53% das agências no Brasil, de acordo com o sindicato nacional da categoria, Contraf-CUT.
Iniciada no dia 6 de setembro, a greve continua após reunião entre a categoria e os bancos terminar sem acordo na última terça (13). Uma nova rodada de negociações foi marcada para esta quinta-feira (15).
A Fenaban (braço sindical da Febraban, que representa os bancos) manteve a proposta apresentada na sexta-feira (9), em que oferece reajuste salarial de 7% mais abono de R$ 3.300. Os trabalhadores pedem reajuste de 5% mais a inflação no período, que até agosto foi de 9,62%, além do equivalente a um salário mínimo de benefícios como vale refeição, vale alimentação e auxílio creche.
“Vamos reforçar a nossa mobilização em todo o País e esperamos que os bancos apresentem uma proposta que contemple nossa pauta na próxima reunião”, diz, em nota, Roberto von der Osten, presidente da Contraf-CUT. Em 2015, os bancários pararam por 21 dias e conseguiram um reajuste de 10%, com ganho real de 0,11%.

Internet banking, aplicativos para celular do banco são as poucas alternativas que restam para os clientes em busca de resolução de alguns problemas. O alerta é a utilização de antivírus atualizado e muito cuidado na hora de passar dados para terceiros via telefone.
Postado por Júnior Silva em quinta, setembro, 15/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga