» » » Givanildo Oliveira mostra confiança no acesso e já fala em decisão contra o Bahia

Anderson Stevens/Folha de Pernambuco                                   
Subir o Náutico para a Série A está na cabeça e nas palavras do técnico Givanildo Oliveira, apresentado oficialmente nesta segunda-feira (5), no CT Wilson Campos. Na entrevista coletiva de quase 20 minutos, em cada resposta o novo comandante alvirrubro citou a palavra acesso. Em uma demonstração de confiança de que ele pode levar o Timbu à Série A do futebol brasileiro. “O Náutico briga pelo G4. A minha vida quase toda foi disputando a Série B. E pela distância de pontos e a quantidade de jogos que faltam, o Náutico vai brigar. Aceitei o convite por isso. Se achasse que não dava, que o grupo não tinha condições, não viria. Assumi porque acredito ser possível”, afirmou o treinador.
Em sua quarta passagem pelo Alvirrubro – as anteriores foram em 1985, 1996 e 2002/2003 -, Givanildo Oliveira almeja a primeira conquista com o clube. Nos rivais Sport e Santa Cruz, são 16 títulos pernambucanos como jogador e técnico, além de dois acessos à Série A. “Eu não diria que é um sonho, mas, sim, uma vontade. Joguei no Sport, no Santa Cruz e fui campeão. Não atuei pelo Náutico, porque se tivesse teria sido campeão também. Mas tinha vontade de treinar o Náutico e ser campeão. E subir numa Série B é um título Estou com a maior vontade e disposição”, garantiu o comandante.
Conhecido como o Rei do Acesso, o técnico sabe o caminho das pedras para subir de divisão. Foram seis na carreira com o América/MG, três vezes, Paysandu, Sport e Santa Cruz. A expectativa do torcedor é de que a caminhada se repita no Náutico até o final do ano, apesar das poucas semelhanças entre as situações. “A maioria dos outros acessos eu comecei o trabalho como foi no Santa Cruz, Paysandu e América. Contratando e montando o grupo. Só o Sport eu já peguei encaminhado. Essa é a diferença porque aqui estou pegando mais da metade do campeonato. Mas venho com o pensamento de subir. E os jogadores precisam acreditar também que podem levar o Náutico para a Série A”, ressaltou.

Givanildo Oliveira assumiu o Timbu já pensando na partida contra o Bahia, no próximo sábado (10), na Arena de Pernambuco. Para o treinador, será a primeira decisão do time sob seu comando. O Tricolor baiano está na 7º posição com 35 pontos, quatro na frente do Náutico, que é o 8º colocado. “Temos logo de cara uma decisão. O Bahia está a quatro pontos na nossa frente. Se perde, vai para 7. Então, podemos chegar perto de um adversário direto. Nosso objetivo é chegar e ser vencedor já a partir desta partida”, finalizou.
Postado por Júnior Silva em terça, setembro 06/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga