» » » Brasil faz dobradinha no pódio dos 100 m rasos T47 com Petrúcio e Yohansson

(Foto: Al Tielemans for OIS / IOC / OIS/IOC / AFP)                 
(FOLHAPRESS) - O Brasil ganhou mais duas medalhas neste domingo (11) com Petrúcio Ferreira dos Santos e Yohansson Nascimento, nos 100 m rasos, classe T47 (para amputados), com direito a recorde mundial.
Petrúcio, que já havia se classificado para a final com o tempo de 10s67, quebrando um recorde que já durava 24 anos, conseguiu correr ainda mais rápido, e fechou a prova em 10s57. Yohansson Nascimento ficou com o bronze, mas cruzou a linha de chegada com o mesmo tempo do polonês Michal Derus: 10s79. O desempate teve de ser feita na foto.
Aos 28 anos, esta é a quinta medalha paraolímpica de Yohansson. Ele já foi prata revezamento 4x100 m e bronze nos 200 m rasos em Pequim-2008 e ouro nos 200 m rasos e prata nos 400m rasos em Londres-2012.

Já Petrúcio tem apenas 19 anos e participa de sua primeira Olimpíada. Com a dobradinha, o Brasil chega a 21 medalhas. Delas, 11 são do atletismo.
Postado por Júnior Silva em segunda, setembro, 12/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga