» » » Náutico vence e volta a se aproximar do G4

Flávio Japa/Folha de Pernambuco                             
Definitivamente, o Náutico está de volta à luta pelo acesso. As duas vitórias seguidas na Série B do Campeonato Brasileiro dão credenciais para que o torcedor acredite. O triunfo mais recente foi na noite de ontem por 1x0, diante do Tupi/MG, na Arena Pernambuco. Num jogo truncado, com poucas oportunidades, o gol foi marcado pelo estreante Léo Santos, que entrou no final do primeiro tempo na vaga de Maylson e fez uma grande partida.
Com mais três pontos, o Timbu subiu momentaneamente para o 5º lugar com 27 e aguarda o complemento da rodada neste final de semana para saber se segue na porta de entrada do G4. O próximo adversário será o Oeste/SP, terça-feira, às 21h30, na Arena Barueri, na última rodada do turno. Já Galo Carijó permanece na vice-lanterna com 15 pontos e receberá o Paraná, em Juiz de fora.
A classificação apontava que, na teoria, o Náutico não teria tantas dificuldades diante do Tupi/MG. Mas na prática foi bem diferente. A equipe mineira marcou forte, anulou o setor de meio-campo alvirrubro e teve mais posse de bola. Contudo, sem efetividade na conclusão das jogadas. Apenas após os 25 minutos é que o Timbu começou a encontrar espaços no setor ofensivo. E, apesar do bloqueio montado pelos visitantes, poderia ter saído na frente no placar. Hugo, duas vezes, Jefferson Nem e Maylson desperdiçaram boas oportunidades. Este último, inclusive, foi substituído nos instantes finais do primeiro tempo devido a uma lesão na coxa. O estreante Léo Santos, revelado pelo Sport e contratado recentemente junto ao Atlético/PR para a base, entrou em campo e deu um cartão de visitas construindo um bom lance, mas que Jefferson Nem não concluiu em gol.
Na volta do intervalo, a estrela de Léo Santos brilhou em sua primeira partida pelo Náutico. Logo aos seis minutos, Jefferson Nem cruzou e a defesa não afastou. O camisa 79 dominou no peito e arrematou forte no canto superior da barra para inaugurar o marcador em favor dos donos da casa.
Em vantagem, o técnico Alexandre Gallo sacou Hugo e Renan Oliveira para as entradas de Ygor e Daniel Morais. A proposta era se fechar em duas linhas de quatro e contra-atacar em velocidade para matar o jogo. A estratégia funcionou apenas no setor de marcação. O Timbu se defendeu bem, tomou poucos sustos, mas não ampliou o placar. No entanto, o 1x0 foi o suficiente para vencer a segunda seguida na competição e encostar no G4.

Ficha do jogo
Náutico 1
Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Eduardo e Gastón; João Ananias, Maylson (Léo Santos) e Renan Oliveira (Daniel Morais); Rony, Hugo (Ygor) e Jefferson Nem. Técnico: Alexandre Gallo.
Tupi/MG 0
Rafael Santos; Marcel (Pedro), Gabriel Santos, Rodolfo Mol e Luiz Paulo; Renan Teixeira, Marcos Serrato (Vinícius Kiss), Filipe Alves, Octávio (Maxwell) e Jonathan; Giancarlo. Técnico: Estevam Soares.

Local: Arena Pernambuco

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA). Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira e José Carlos Oliveira dos Santos (Ambos da BA). Gol: Léo Santos (aos 6 do 2ºT). Cartões amarelos: Gastón (Náutico); Luiz Paulo, Rafael Santos, Renan Teixeira, Gabriel Santos e Marcos Serrato (Tupi/MG). Cartão vermelho: Jonathan (Tupi/MG). Público: 3.067. Renda: R$ 44.585,00.
Postado por Júnior Silva em sábado, julho 30/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga