» » » Vacina contra H1N1 lota clínicas particulares no Recife

                                                                                                                                              Bruno Campos/Folha de Pernambuco

Clínicas tiveram aumento gigante de pacientes em busca da imunização
Mal chegaram ao serviço privado, as novas remessas da vacina contra a gripe H1N1 praticamente acabaram. Em busca da imunização, a população da Região Metropolitana lotou as clínicas em busca da dose nesta quarta-feira (6).
A fila dava voltas em um centro de vacinação de um shopping do Recife e, em outras unidades, pessoas lotavam as recepções para garantir a proteção. Diante do aumento de casos da doença, que já soma 32 casos confirmados em Pernambuco, e das notícias de morte no País, que já contabiliza 71 óbitos (nenhum no Estado), a H1N1 tem provocado uma corrida entre os mais assustados.
Uma clínica que faz a venda antecipada do imunizante já vendeu quatro mil doses que devem chegar nesta quinta (7) ao Recife. Já há agendamentos para outro lote que chegará entre os dias 15 e 20 deste mês. A empresa Vaccine, uma das mais antigas do mercado pernambucano, teve o primeiro estoque de H1N1 zerado na última semana, fez uma nova compra e passou a ofertar a vacina nesta quarta.
O diretor da empresa Antônio Aguiar contou que uma nova remessa chegará na quinta. “Estamos com dois funcionários de plantão 24h no aeroporto para receber as doses e rapidamente distribuir as nossas unidades”, falou sobre a logística.
A expectativa é que, diante da grande demanda, o volume não dure muito. Foi por esse medo de perder a vacina que a analista de sistemas, Mônica Fernandes, 57 anos, aguardou quase 8h para se vacinar, junto com a mãe e a cuidadora da idosa. “Tomei um susto quando cheguei e vi a fila. Mas preferi aguardar porque se deixasse para amanhã (quinta) poderia não ter mais”, disse.
Quem também não arredou o pé foi a pedagoga Ana Luiza Lobo, 51, com dois filhos e um neto. “Nunca tinha tomado, mas agora por conta desse surto estamos todos com medo”, contou.
Até agora, as doses que são fornecidas pelo SUS para crianças menores de 5 anos, idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas. A previsão é que a campanha do governo comece dia 30.
Postado por culturalfm96.com em quinta, abril 07/2016

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga