» » Mercado público de Limoeiro espera por conserto há dez anos


“Água mole, pedra dura, tanto bate até que fura”. O dito popular pode ser aplicado aos anos de espera dos comerciantes do mercado público de Limoeiro. O mais interessante é que a demora é para o conserto de um simples portão de ferro. Reinaugurado no mês de maio de 2003, o espaço conhecido comumente por "Mercado de Farinha" tem apenas metade do portão do primeiro corredor aberto.

Comerciantes revelaram a reportagem do Blog do Agreste que o problema é histórico, o que acaba atrapalhando o acesso dos clientes. Inúmeras solicitações foram encaminhadas a prefeitura de Limoeiro, em várias gestões, para solução do problema, tendo em vista o prédio pertencer à administração municipal. Uma comerciante do primeiro corredor informou que na segunda (03) e na terça (04) o funcionamento do mercado se deu com menos de um metro do portão aberto.

Em visita ao mercado, a nossa reportagem detectou que outros portões estão na mesma situação. A direção do Mercado Público também não agiu para resolução do problema, que devido à demora tem irritado os comerciantes mais afetados. A imagem mostra que a entrada do mercado comporta, no máximo, um cliente por vez. Por conta disso, segundo os comerciantes, a situação afasta compradores.

«
Nex
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga